Divulgação} Entre o Amor e a Amizade de Bianca Briones

Por Talita Helen

Apoie você também


Oi galera!
Tudo bem?
Então, é o seguinte, estou aqui hoje, com este post de Apуie você também, por que eu criei alguns banners para a Bianca Briones, autora de Entre o Amor e a Amizade.
Vocês já devem ter visto o banner de Chantilly --à que temos no blog, né, de apoio a Mare Soares, enfim, decidi fazer o mesmo com a Bianca, afinal nós aqui do EtCoetra apoiamos a Literatura Brasileira, e apoiamos essas meninas supertalentosas, que dão duro para escrever e lançar seus livros, então ENTRE NESSA VOCÊS TAMBÉM, coloque um dos banners abaixo no seu blog, em apoio à Bianca Briones, e AQUI voês encontram os banners de apoio à Mare Soares.

Sinopse do livro Entre o Amor e a Amizade:

Viviane acabou de perder uma das pessoas mais importantes de sua vida.
Rafael luta para reestruturar a sua…
Ela vive um relacionamento sem futuro.
Ele tenta deixar seu passado pra trás…
Quando menos esperavam, eles se conheceram e descobriram pelos olhos do outro que, apesar da dor, a vida não para.
Ele a salvou de todas as maneiras que uma pessoa pode ser salva.
Ela lhe mostrou que ele podia parar de fugir.
Ele a fortalecia. Ela era seu anjo.
Quando você conhece alguém que sabe exatamente como você se sente,  conhece seu pior lado, sabe de todos os seus defeitos, esteve presente nos piores e melhores momentos, alguém que o ama sem pedir nada em troca e já não sabe mais onde começa a sua história e termina a dele, você não quer perdê-lo. Ainda que isso signifique lutar contra o que você sente porque, afinal, a única coisa que importa a você é que ele esteja bem.
Conheça a história de Rafael e Viviane e descubra o que existe entre o amor e a amizade.

Banners, divulge você também

 








p.s: Aos nossos outros autores parceiros avisamos de antemão que pretendemos fazer isto para os livros deles também, com intuito de divulgar. As imagens vêm logo.


Para Sempre - Os Imortais

Por Michelle Freire
Para Sempre
Os Imortais


Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante.
Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode

ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém. É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor.
Até que surge Damen. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz idéia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... E apaixonada.

Quando comecei a ler esse livro, por indicação de uma amiga, não botei muita fé, mas logo nos primeiros capítulos eu já estava adorando. O mesmo nome da série, Os Imortais, já revele grande parte do “suspense” do livro, para pessoas desligadas, como eu, esse detalhe passa batido. O que me chamou atenção foi o titulo mesmo, que faz uma jogada com o nome da Ever (o titulo original é Evermore).
O livro segue esse mesmo conceito dos livros de fantasia atuais. Uma garota que não se encaixa conhece um garoto “irresistível” que esconde um grande segredo. A formula é batida, mas Alyson Noël consegue sair da mesmice, colocando elementos inesperados.
A Ever tem uma personalidade legal, e é fácil de se identificar, mas de quem eu gostei mesmo da irmãzinha “fantasma” dela. O Damen também foge ao estereótipo galã esquisito que se apaixona pela excluída da escola. Só a uma parte do livro em que e Ever parece meio idiota(?), mas logo essa sensação passa, e como todos os protagonistas elas faz a coisa certa.
A parte de tudo isso, o livro é realmente bom, e com certeza vai agradar aqueles fãs de fantasia/romance que cansaram do gênero vampiro. O livro tem uma continuação Lua Azul, esse ao contrario de Para Sempre achei um pouco maçante no começo, espero que o terceiro volume seja melhor.
Editora: Intrinseca
E ai? Já leram esse livro me digam o que acharam.

Caixinha do Correio #1

Por Talita Helen



Olá gente!
Tudo bem? Estamos fazendo nosso primeiro post da Sessão Caixinha do Correio (para os íntimos Era uma vez na Caixinha do Correio, há).
Então o que eu tenho para mostrar hoje são dois livros e alguns marcadores, os livros eu comprei pela internet e os marcadores a Vanessa (vulgo V.), do blog This Adorable Thing me mandou de cortesia.


Os livros que eu comprei foram, Wake (trilogia Wake) e Tentada (Série House of Night).
Clica que aumenta!

Wake

O livro conta a história de Janie Hannagan uma garota de 17anos, que desde os 8 é sugada para dentro dos sonhos e pesadelos dos outros, Janie é pobre, sua mãe uma alcóolatra que mal conversa com ela, por isso Janie começa a trabalhar logo cedo para ter aquilo que quer. Eu já li o livro, então logo teremos resenha =)

Tentada
Para quem não sabe (o que eu acha meio difícil) Tentada é o sexto volume da série House of Night, que conta a saga de Zoey Redbird, uma adolescente que foi marcada como uma vampira, (para quem quiser ver as resenhas de Marcada, Traída e Escolhida é só clicar AQUI, AQUI E AQUI).
Enfim, no sexto livro da série Zoey e seus amigos tem que deixar a segurança do Convento das Irmãs Beneditinas e voltar para a Morada da Noite, para depois ir atrás de Kalona, o Imortal Caído, com quem tem uma certa ligação. Vou para por aqui, afinal eu também já o li e em breve (depois de postar as resenhas de Indomada e Caçada, lógico) eu colocarei a resenha aqui.

Os Marcadores

Como eu disse, ali em cima, a Vanessa me mandou 5 marcadores, mega lindooos (um mimo gente), são dos livros Paixão e Liberdade da Flavia Simonelli, Os Meninos de Gateville do Renato Costa, 2012 –Uma aventura do fim do mundo da Vanessa Bosso, Neerack do Allyson de Matos e Pulsaзгo do Vladimir Dias, são todos muitos lindos mesmo gente, mas devo confessar os que mais me chamaram a atenção foi Pulsaзгo, Neerack e os Meninos de Gateville hehe.

Gente, espero que tenham gostado do nosso primeiro Caixinha do Correio.
Beijos!!


Resenha} House Of Night - Escolhida

Por Talita Helen


CLIQUE PARA AUMENTAR


A vida de Zoey virou de cabeça para baixo, além de aguentar uma traição e uma grande perda, Zoey terá que aguentar não um, mas três namorados, o ex-futuro namorado humano Heath, o futuro-ex namorado novato Erick e o caso com Loren Blake. Zoey fica superpreocupada tentando salvar a melhor amiga, e acaba escondendo vários segredos do seu namorado e de seus amigos, e a única com quem ela pode contar é justamente aquela que ela menos imaginava. No terceiro livro da saga as coisas caminham para um rumo completamente assustador, novatos que já rejeitaram a transformação reaparecem transformados no típico clichê vampirico, são monstros vivos, com uma louca sede de sangue.
Eu particularmente fiquei com um pouco de raiva de Zoey, ela vive chamando Aphrodite de cachorra, mas em Escolhida, na minha opinião acaba ficando pior que ela (desculpem o spoiler). O final do livro é surpreendente.

Prestem atenção: Novamente, prestem atenção em Aphrodite e Stevie Rae, eu particularmente me impressionei muito com a atitude de Aphrodite, é bom dar um pouco de atenção aos outros amigos de Zoey também, afinal eles fazem parte do círculo de poder dela.



Eu Participo} Desafio de Férias

Por Talita Helen



Estava eu, passando pelo blog da Vanessa, quando vejo, o anuncio dela sobre o Desafio de Férias, do Blog Garota It, e pensei É CLARO QUE EU VOU PARTICIPAR, afinal não é tão puxado, então, para quem se interessar, ficam as regras: 
Iinformações gerais para você participar:
  • Você deverá ler e resenhar pelo menos dois livros por mês. Os livros terão que ser LIDOS e RESENHADOS no prazo corrente do desafio. Ou seja, não vale livros que você leu em novembro, outubro, ou qualquer mês anterior.
  • Você pode ler muito mais livros, porém, dois livros por mês é o mínimo.
  • As resenhas deverão ser postadas em algum lugar público que outras pessoas possam ler. Então, caso você não tenha blog, a resenha poderá ser publicada no Skoob.
  • Será aceito qualquer gênero literário. Este desafio é um incentivo a leitura, então mesmo se não são livros do assunto do blog, sinta-se livre para participar.

Regras Gerais:

  • Você deverá postar uma lista em seu blog ou no tópico do Desafio no Skoob (caso não tenha blog), com todos os livros que você pretende ler no Desafio de Férias. É necessário que você coloque o banner e um link  para este post do desafio para que as pessoas interessadas possam participar.
  • Os sorteios só serão válidos para território brasileiro. Infelizmente não tenho como arcar com o frete internacional =/
  • Após a leitura e resenha você deverá adicionar o link para a resenha no post correspondente ao mês.
  • Quanto mais livros lidos, mais chances de ganhar o sorteio.
  • Não é necessário seguir o blog, mas ficarei muito feliz caso o fizer.
  • Sua lista de leituras pode mudar a qualquer momento. Você poderá remover e adicionar qualquer livro que quiser. Ela será apenas uma “meta de leitura”, que servirá como base para quem quiser acompanhar o desafio.
Lá vai minha lista, dos livros que pretendo ler:

Dezembro:
- A maldição do Titã – Rick Riordan (Percy Jackson e os Olimpianos #3)
- Sussurro - Beca Fitzpatrick

Janeiro:
- Beijada por um Anjo - (Elizabeth Chandler)
- O Arcano Nove – Meg Cabot (A Mediadora #2)

Fevereiro:
- Fallen – Lauren Kate
- Queimada – P.C Cast & Kristin Cast (House of Night #7)

Sessão de autógrafos com Eduardo Spohr em Belo Horizonte!

Por Rachel Lima

Imagem de A Bookaholic World
Como eu já havia falado na resenha de ''A Batalha do Apocalipse'' (aqui), o autor veio a Belo Horizonte para dar autógrafos e fazer uma sessão de bate-papo.

No dia 18 de novembro (quinta-feira), na Leitura do Pátio Savassi às 18 horas (considerando que o encontro começaria uma hora depois) eu já podia visualizar pessoas esperando impacientes na escada.

De início fizeram uma fila enorme - da qual fui uma das primeiras, YAY! - e depois a fila só foi aumentando e aumentando.

Não preciso nem dizer que eu babei com as edições dos livros que eu vi lá. Como já teve várias capas para o livro, só faltava eu roubar da mão de uns alguéns e trazer para casa, juro, haha.

Saiu também uma nova edição do livro, que é capa dura e tem alguns capítulos extras, imagens e um pouco sobre alguns personagens (falando sobre a classe dos anjos, por exemplo) e não conto mais! 

No bate-papo o autor ficou aberto a perguntas dos fans e debateu sobre livros que estão pra vir, sobre o universo já criado, sobre como é a sua rotina de trabalho e dos personagens.

Eu fui, só saí de lá quando acabou - leia-se: a loja fechou e tivemos que sair por outro lado - mas valeu cada segundo de espera.

Meus colegas de mesa filmaram, mas até agora não o encontrei o vídeo no youtube. Assim que eu encontrar o link virá pra cá, ok?

Nas fotos você pode encontrar eu e o Eduardo Spohr na pose de ''Vote Yoda para presidente'', depois meu exemplar de capa dura (com a faixa vermelha) e o antigo, com a mesma capa e minha bolsa - desconsiderem - e ele assinando o meu livro (o primeiro). 

Depois eu ainda comprei outro exemplar - o outro não está mais sob minha posse, diga-se de passagem - e peguei a fila toda mais uma vez. Que emoção, não?

Mas foi ótimo. Em livros futuros, se tiver mais um bate-papo em BH com sessão de autógrafos, eu com certeza estarei presente.

Todo Garoto Tem

Por: Rachel Lima


Os fãs de Meg Cabot irão devorar este fofo e divertido conto de 
fadas moderno’ Publisher Weekly.
Outro livro da Meg Cabot que eu adorei e sou obrigada – por forças estranhas – a vir aqui e fazer uma resenha.

‘Todo Garoto Tem’ é mais um romance da série garoto escrito forma de e-mail, bilhetes e diários.

Tenho que admitir que os livros escritos desta forma têm um certo... charme. Nenhum dos livros que li – que foram escritos assim – eu deixei de gostar. Eles sempre te envolvem e deixam ansiedade para ler o próximo e-mail/bilhete/whatever.

O livro começa com o “Diário para Holly Caputo e Mark Levine”, o suposto presente de casamento para Holly e Mark de Jane Harris, uma vez que eles resolvem levar para o seu casamento escondido na Itália somente ela e Cal Langdon, como madrinha e padrinho.

Apesar de Holly e Mark terem certeza que os padrinhos iriam se adorar, não é bem isto que aconteceu, como podemos ler no diário de Jane – reclamando dele pela disputa do encosto de braço, primeiramente.
Além disto, para aversão mútua, Cal é totalmente contra a instituição ‘casamento’ e não conhece o wondercat e Jane crê fielmente que todos os casamentos contam com pessoas que estão no grupo da “monogamia”.

O livro é super divertido e eu adorei todos os chiliques de Jane, todas as respostas medidas de Cal e os outros personagens como Peter – WONDERCAT! -, Frau, Darren e, principalmente, o Caro, já que sem ele, não haveria casamento.

Nota 10 para o livro, eu realmente amei. Será realmente difícil achar um livro da Meg que me deixa a desejar, já que todos têm este padrão perfeito.

Título: Todo Garoto Tem
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record

Entrevista com Mare Soares

Por Talita Helen

Olá galerinha, tudo bem?
Estou aqui (postando da faculdade) para postar para vocês a entrevista que eu fiz com a Mare Soares, vocês já ouviram falar dela aqui no blog, ela é a autora do livro Chantilly. Enfim, vamos à entrevista.





- Para começar, conta um pouquinho do livro. Do que se trata a história?
       
   A maioria das pessoas tem em mente que "Chantilly" é aquele creminho gostoso que colocamos nos doces ou no café e, de fato, não deixa de ser. O que nem todo mundo sabe é que "Chantilly" também é nome de uma cidade francesa, próxima a Paris e é palco da história deste livro.
Em 2020, uma espécie de praga afetou a região e as pessoas começaram a perder a memória e, em seguida, falecerem. Entretanto, o que ninguém esperava é que houvesse uma sobrevivente. Catherine Aragon relata o ocorrido num diário que será encontrado 10 anos mais tarde por um renomado cientista que decide investigar o caso. Ele contará com a ajuda de personagens suspeitos: Leon, um alcoólatra sem a menor perspectiva de vida e Anabelle, que enfrentará uma perigosa batalha contra si mesma.
Será que eles conseguirão resolver o mistério?

- E de onde surgiu a ideia do livro?

        Uma mistura bem gostosa de férias e falta do que fazer. Acrescentei um pouco de Google Earth, passeei pela França e descobri a cidade de Chantilly. E com esse nome bonitinho, com certeza dava pra criar uma história!

- Você é uma escritora independente certo? O que te levou a ser uma?

        Eu nunca cogitei na possibilidade de ter uma editora, justamente pela demora do retorno. Sou imediatista, quero tudo pronto o mais rápido possível. Não consegui esperar.
        Meus pais também fizeram parte disso. Juntos, escreveram dois livros de medicina de forma independente, então, eu me espelhei nisso. Hoje em dia é fácil ser um autor. Se não quiser ou não tiver resposta de editoras, pode arcar com os custos de uma gráfica ou pôr em sites como Clube dos autores, onde sai tudo de graça. =)

- E qual foi a sua maior dificuldade, ao publicar um livro, sem vinculo com nenhuma editora?

        A divulgação. Ainda é muito complicado e solitário. Parece que sou eu contra o mundo, mas minha opinião não vale, eu sou a escritora, está implícito no esquema que eu preciso falar bem do livro XD
        Acredito, apesar de tudo, que com entrevistas, resenhas e tal, como têm ocorrido, está ficando mais fácil eu ganhar meu espacinho. :D Espero consegui me manter dentro dele, só isso!

- Quanto tempo demorou para escrever e publicar o livro?

        Eu devo ter levado em torno de um ano para escrever o “original”, assim digamos. Para publicar, aíí vem aquela odisséia! Lê, relê, lê mais uma vez, pede opinião de alguém, diagramação, revisão, blábláblá, mais um ano nisso também. xD Felizmente acabou!

- Houve algum momento que você desanimou, ou pensou em desistir?

        O tempo todo? Hahaha Bom, tiveram altos e baixos, como tudo na vida. Os altos foram os momentos em que a inspiração bateu na minha porta ou eu recebi comentários positivos, ou alguns amigos perguntando como caminhava. Os baixos foram mais freqüentes. Os dias em que eu sentava para escrever e não tinha nada a acrescentar na história, quando eu gritava por apoio, mas ninguém queria saber ou quando eu queria falar, só falar e ninguém queria me ouvir. Sou meio doida, meus personagens têm vida! Eu queria comentar com meus amigos a respeito deles, como se fossem gente (e são, mesmo que só pra mim). Queria debater o assunto, perguntar, comentar, não parar de falar. Eu amo falar! E isso enche o saco dos outros. Quando eu percebia isso, ficava desanimada. Mas, felizmente, está tudo terminado agora \o/ podem esperar pelo mesmo drama no segundo livro da trilogia!

- Qual seu conselho para os jovens que querem ser escritores?

        Não desistam. Eu não vou dizer que é fácil, não vou dizer que é legal, mas vou dizer que se você quer ser um escritor, faça acontecer. Cria um blog, escreve uma fanfic, escreve no seu diário. Qualquer coisa é um início e vá em frente. Todo mundo tem alguma coisa a dizer para o mundo.

- E por último, mas não menos importante, como as pessoas poderão comprar o livro?

        A priori, somente pelo site oficial do livro (HTTP://www.livrochantilly.com.br) , mas como tenho dito no meu twitter, a editora parêntese me procurou para comercializar o livro! Estamos no momento numa troca de e-mails, sem nada definido ainda. Se tudo der certo, estará disponível para venda também no site deles e em algumas livrarias, talvez, depende do interesse dos livreiros.
                Além disso, eu encontrei recentemente uma livraria virtual (HTTP://www.abclivrariavirtual.com.br) e com certeza disponibilizarei o livro para venda lá!

  Enfim, quero agradecer a vocês por me cederem espaço nesse blog lindo =)

  Que isso, Mare nós que agardecemos a disposição e carinho..



Feios

Por Rachel Lima

Olhos grandes que dizem ''não me machuque'', aparência angelical e equilíbrio gracioso; esta é a descrição de qualquer perfeito.

A cidade de Tally Youngblood é dividida, principalmente, em Vila dos Feios e Nova Perfeição - onde os mais jovens perfeitos se divertem.

Os adolescentes crescem sem levar nada a sério, tendo em mente que a vida ''começa'' somente depois da cirurgia, aos 16 anos.

Depois que o amigo de Tally, Peris, se tornou um perfeito ela notou que uma parte da sua personalidade mudou... Amadureceu. E ela mal pode esperar para se tornar também e faria de tudo para conseguir a sua operação.

Capa de ''Feios'', no Brasil. 
Porém Shay, sua mais recente amiga, ao fugir para um lugar denominado ''Fumaça'', ela pode trazer mais problemas para Tally do que imaginava. Em ''Fumaça'' - que Tally não acredita existir - as pessoas não se tornam perfeitas e quem vai buscar Shay é um dos seus amigos, David, que Tally nunca viu e também duvida da existência.

Tally não deixará de se aventurar, tudo pela perfeição, não? Só que ela não espera a quantidade de obstáculos e impedimentos que terá que enfrentar.

"Em um mundo de extrema perfeição, o normal é feio.''

Best-seller do New York Times, o livro ''Feios'' me chamou a atenção, principalmente, pelo nome.

Eu podia jurar que o livro era de auto-ajuda, só depois de diversos comentários e de ler o resumo que eu me convenci que tinha pensado errado.

De início, o livro é meio lento, o que me levou a pensar ''Será que é isto tudo?'', mas, de fato era. Depois de um início um tanto lento, o ritmo do livro fica ótimo e é quase impossível parar de ler.

O autor criou um universo brilhante a partir da idéia ''E se o mundo fosse perfeito?'', o que nos leva a questionar, depois de ler o livro, isto seria perfeito mesmo?

O livro é ótimo e mal posso conter a lista de elogios, recomendo sempre. Mal posso esperar para ler o Perfeitos, segundo livro da série.

Título: Feios
Autor: Scott Westerfeld
Editora: Record

Folders promocionais do livro Chantilly

Por Talita Helen

Oi galerinha, beleza??? Vim mostrar os folders promocionais do livro Chantilly, da Mare Soares.




Parceria #1 – Autora Brasileira

Gente, tudo bem? Estou muito feliz em anunciar a nossa primeira parceria, com uma autora, a Mare Soares, ela é muito fofa, e é uma escritora independente, o nome do livro é Chantilly.
A Mare ficou de me mandar um exemplar do livro, para que eu possa fazer a resenha, e nós estamos preparando uma entrevista com ela, onde ela falará um pouco mais sobre o livro. Fiquei muito feliz mesmo, com a parceria, e estou  muito ansiosa com a chegada do livro.
Enfim, desejo muita boa sorte para a Mare.




Ficha Técnica do livro

Nome: Chantilly
Autora: Mare Soares
Editora: Não tem, é um livro independente.
Resumo: A maioria das pessoas tem em mente que "Chantilly" é aquele creminho gostoso que colocamos nos doces ou no café e, de fato, não deixa de ser. O que nem todo mundo sabe é que "Chantilly" também é nome de uma cidade francesa, próxima a Paris e é palco da história deste livro.
Em 2020, uma espécie de praga afetou a região e as pessoas começaram a perder a memória e, em seguida, falecerem. Entretanto, o que ninguém esperava é que houvesse uma sobrevivente. Catherine Aragon relata o ocorrido num diário que será encontrado 10 anos mais tarde por um renomado cientista que decide investigar o caso. Ele contará com a ajuda de personagens suspeitos: Leon, um álcoolatra sem a menor perspectiva de vida e Anabelle, que enfrentará uma perigosa batalha contra si mesma.
Será que eles conseguirão resolver o mistério


Harry Potter e as Relíquias da Morte

Por Talita Helen

Harry Potter e as Relíquias da Morte
-Harry está aguardando na rua dos Alfeneiros. A Ordem da Fênix chegará em breve para transferí-lo, em segurança, do endereço de sua família trouxa, sem que Voldemort e seus seguidores saibam. A partir daí, o que Harry deverá fazer? Como será capaz de cumprir a missão, aparentemente impossível, que Dumbledore lhe deixou?
Neste volume final da série HARRY POTTER, J.K. Rowling revela de modo espetacular as respostas que os leitores aguardam, ansiosos. A narrativa fascinante e esmeradamente tecida, que se precipita, desvia e gira em um ritmo vertiginoso, comprova que a autora é uma exíminia contadora de histórias, cujos livros serão sempre lidos, relidos e lidos mais uma vez.

Desde já aviso, o post pode conter spoilers...
Há três anos atrás eu comprei o meu exemplar de As Relíquias da Morte, foi emocionante e um tremendo choque, a minha saga preferida estava acabando. Logo nos primeiros capítulos eu comecei a chorar, ‘ta ai’ algo bom para definir minha leitura do último livro, choro, chorei do início ao fim, não só por que era o último livro, mas por que J.K Rowling me fez chorar em muitas partes mesmo.

Voldemort está de volta, e pior que nunca, ele está aterrorizando o mundo bruxo -trouxa também- há Comensais da morte lecionando em Hogwarts, Harry e seus amigos abandonam os estudam e começam a vagar pelo mundo procurando as Horcruxes, nesse livro Harry mais uma vez terá que contar com apenas  duas pessoas Rony e Hermione, mas no final de tudo terá que enfrentar seu destino sozinho.

O livro tem muita ação, aventura, e é claro magia, podemos ficar hooooras o lendo e não perceber, ficamos presos ao enredo, cada página virada nos trás uma coisa nova, muito segredos são revelados, a magia parece transpassar as folhas do livro, a história parece pular em frente aos nossos olhos...Ok! eu sei pode parecer exagero, mas foram quase dez anos acompanhando a saga, Harry Potter me acompanhou durante uma época muito legal, eu tinha uns onze anos quando comecei a me interessar pela saga, a mesma idade de Harry e seus amigos, e meio que me sentia como parte de tudo. Hoje com dezenove anos posso dizer que Harry Potter é o meu herói preferido.

Eu estava me recusando a ler a última parte do livro, não podia terminar, simplesmente não podia. Chorei por uns dez minutos depois que terminei de ler o livro, sério, dez minutos, e até hoje quando o leio de novo, eu choro e me emociono de novo.

Acho que não importa a minha ou a sua idade, Harry Potter com certeza deixou e vai deixar saudades, ainda temos o último filme antes que tudo realmente acabe, e de uma coisa eu tenho certeza, eu incentivarei meus filhos/netos/bisnetos O.O a lerem HP, por que tenho certeza que como foi importante para mim, poderá ser para eles também.

Título: Harry Potter e as Relíquias da Morte
Título Original: Harry Potter and the Deathly Hallows
Autora: J.K Rowling
Tradutora: Lia Wyle
Editora: Rocco


Harry Potter e o Calice de Fogo

Por Michelle Freire

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Harry volta para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts para cursar aquarta série. Acontecimentos inesperados alvoroçam os ânimos dos estudantes. Para surpresa de todos não haverá a tradicional Copa Anual de Quadribol entre Casas. Será substituída pelo Torneio Tribuxo, uma competição amistosa entre as três maiores escolas européias de bruxaria - Hogwarts, Beauxbatons e Durmstrang - que não se realizava havia um século. A competição é dividida em tarefas, cuja finalidade é testar a coragem, o poder de dedução, a perícia em magia e a capacidade de enfrentar o perigo dos campeões. Liderados pelo professor Dumbledore, os alunos de Hogwarts terão de demonstrar todas as habilidade mágicas e não-mágicas que vêm adquirindo ao longo de suas vidas.
Apesar de alunos menores de 17 anos não poderem se inscrever no Torneio, inexplicavelmente Harry é escolhido pelo Cálice de Fogo, um grande copo de madeira toscamente talhado cheio até a borda com chamas branco-azuladas, para competir como um dos campeões de Hogwarts. Tendo a seu lado os fiéis amigos Rony Wea

sley, Hermione Granger e agora também o seu padrinho, o bruxo Sirius Black, que fugiu de Azkaban no ano anterior, o menino feiticeiro tentará escapar mais uma vez das armadilhas de Lord Voldemort.


Para animar a semana daqueles fãs que como eu não podem esperar o lançamento do sétimo filme, minha primeira review será de Harry Potter e o Cálice de Fogo. Segui uma ordem totalmente ilógica quando primeiramente comecei a ler os livros, começando pelo terceiro e pulando para quinto livro. Quando terminei o sétimo um sentimento de solidão e saudade se apossou de mim, então resolvi começar do começo até chegar ao meu preferido: o quarto.

Se há ainda alguém que não viu o filme, ou como eu, não leu o livro, quero avisar que haverá spoilers. Para começar vou falar de algo que me surpreende sempre que vejo um filme e em seguida leio um livro, o livro é sempre melhor. Por isso recomendo que sempre que possível vejam primeiro o filme para evitar decepções (não é Catherine Hardwicke?).

Muitas questões importantes que são mostradas aqui acabaram ficando de fora do filme, por isso se você for um fã, ou apenas está interessado em um pouco de aventura, não deixe de conferir. O Cálice de Fogo é um livro crucial na história, muitos dos fatos que se passam nele são importantes para mais tarde por isso é bom prestar atenção.

Eu amo o quão mágico esse livro é, te faz viajar e imaginar as situações, isso é uma coisa tão surpreendente que poucos autores conseguem transmitir. Isso é uma coisa única da J.K Rowling, ela nos faz sentir íntimos do Harry, como se estivéssemos lá com ele. No final, por exemplo, quando Harry é levado para o cemitério e Voldemort retorna temos a sensação de que nada será como antes, e é verdade.

É nesse livro que somos apresentados à muitos personagens importantes como Cedrico, Olho-Tonto e Fleur entre outros. Esse é infelizmente o ultimo ano de “paz” para Harry, pois é nesse livro de Voldemort retorna. A partir desse livro ele precisará se preparar para o que virá pela frente.

Autora: J. K. Rowling
Data de publicação: Julho de 2000

Páginas da edição brasileira: 584
Capítulos: 37
Tradução: Lia Wyler

Percy Jackson e Os Olimpianos - O Mar de Monstros

Por Talita Helen


 

O Mar de Monstros

-O ano de Percy foi surpreendentemente calmo. Nenhum monstro que colocasse ao pés no campus de sua escola, nenhum acidente esquisito, nenhuma briga em sala de aula. Mas quando um inocente jogo de queimado entre ele e seus colegas torna-se uma disputa mortal contra uma tenebrosa gangue de gigantes canibais, as coisas ficam, digamos, feias. E a inesperada chegada de sua amiga Annabeth traz outras más notícias: as fronteiras mбgicas que protegem o Acampamento Meio-Sangue foram envenenadas por um inimigo misterioso, e, a menos que um antídoto seja encontrado, o único porto seguro dos semideuses será destruído.
  Nesta vibrante e divertidíssima continuação da série iniciada com O ladrão de raios, Percy e seus amigos precisam se aventurar no Mar de Monstros para salvar o acampamento dos meios-sangues. Antes, porém, nosso herói entrará em confronto com um mistério atordoante sobre sua família – algo que o fará questionar se ser filho
de Poseidon é uma honra ou uma terrível maldição.



Depois de enfrentar vários monstros e embarcar para o Mundo Inferior com seus amigos, Percy Jackson está tendo um verão super tranqüilo, tranqüilo até demais. Tudo muda quando Percy e seu amigo Tyson percebem algumas coisas estranhas com seus colegas de escola, e a inesperada chegada de Annabeth, traz as piores notícias, o Acampamento Meigo-Sangue foi envenenado.

O Mar de Monstros, é entre outras palavras maravilhoso, o leitor fica preso ao livro, querendo devorá-lo a todo custo hehe. Dessa vez Percy e seus amigos terão que atravessar um mar cheio de monstros mitológicos para tentar salvar o acampamento meio sangue (não, não vou dizer como). Uma das minhas partes preferidas é quando Percy tem que salvar Annabeth (não, de novo não vou contar como nem de quem), na minha opinião Percy e Annabeth são como Rony e Hermione (Harry Potter) o casal perfeito que vive trocando farpas. Quanto ao novo personagem Tyson, gente no começo eu fiquei tipo assim indiferente, mas confesso o novo amigo de Percy conquistou meu coração, ele pode não parecer, mas no fundo tem um bom coração. Nesse segundo livro Grover aparece bem menos, o coitado foi vítima de uma armadilha e...CONTÉM SPIOLERS (na cor branca :P) terá que “rebolar” vestido de noiva para sobreviver, já que um ciclope cismou que ele é uma fêmea e quer se casar com ele, ri muito com essas partes.

Na minha opinião uma das coisas que consagrou a série foi o fato que falar da mitologia grega, diferente desses assuntos que infelizmente viraram modinha, tipo vampiros, anjos, bruxas e etc...A mitologia é pouco explorada (pelo menos eu acho) e acabou conquistando leitores no mundo todo. Fiquei dias procurando na internet sobre mitologia para entender melhor.

Enfim, a série Percy Jackson e os Olimpianos me conquistou desde o primeiro livro, e apesar de todas as diferenças o filme também me conquistou, ainda não li A Maldição do Titã (próximo livro da série), mas pretendo lê-lo com certeza. Percy Jackson entrou para a minha lista de livros/filmes/heróis preferidos e com louvor.

ps: Sinto que minha resenha não ficou tão boa quanto a da Chel, mas...


Título: O Mar de Monstros
Título Original: The Sea of Monsters
Autor: Rick Riordan

Editora: Intrínseca
Tradução: Ricardo Gouveia


A Batalha do Apocalipse

Por: Rachel Lima

Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final.

Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. O único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade.

Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana – é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heróicas, magia, romance e suspense.

De início, confesso, quando meu pai me contou sobre o livro achei brilhante. A trama, os personagens, as passagens, logo já queria ler. Quando peguei o livro a leitura fluiu tão rápido que até me assustou, era realmente bom!

Daí vim a saber que o livro era de um autor brasileiro! Aí eu caí para trás. Não pelo fato de autores brasileiros serem ruins – nunca, leio muitos livros deles – e sim pelo fato de um livro brasileiro entrar na lista dos mais lidos da revista Veja junto a todos aqueles livros adolescentes internacionais.

Eduardo Spohr nasceu em junho de 1976, no Rio de Janeiro. Filho de um piloto de aviões e de uma comissária de bordo, teve a oportunidade de viajar pelo mundo, conhecendo culturas e povos diferentes. A paixão pela literatura e o fascínio pelo estudo da história o levaram a cursar comunicação social. Começou a trabalhar em agências de publicidade, mas acabou, gradualmente, migrando para o jornalismo.

O livro conta com uma passagem de início que se chama ‘O Manuscrito Sagrado dos Malakins’ e depois é dividido em três partes: Vingadora Sagrada, Ira de Deus e Flagelo de Fogo. A parte um, no prólogo, começa nos dias atuais, com o arcanjo Uziel enfrentando Miguel no monte Tsafon para ver, mais uma vez, a face de seu Pai, Yahweh. E logo no primeiro capítulo a narrativa foca em Ablon, o Anjo Renegado no Rio de Janeiro.

“Não há na literatura em língua portuguesa conhecida nada que se pareça com a Batalha do Apocalipse”.
José Louzeiro, escritor e roteirista

A narração do autor realmente me deixou impressionada. A história é ótima e envolve o leitor do início ao fim, sendo impossível parar no meio de qualquer parte. Eu, como adoradora de literatura fantástica, não pude deixar de me apaixonar pelo universo que este autor criou. O livro é brilhante, não deixem de ler!

No site do livro - aqui - você pode conferir o primeiro capítulo, além de poder realizar a compra por lá também. Boa Leitura.

Ficha técnica:

Título: A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus

Acabo de ver no blog do autor - aqui - que teremos uma sessão de autógrafos em Belo Horizonte! Eduardo Spohr vai passar por aqui dia 18 de novembro, na Livraria Leitura do Pátio Savassi, às 19 horas. Um encontro e tanto, não? Ele vai ir em outros lugares também, é só conferir no blog. (:

Desafio Literário 2011

Por: Rachel Lima

Olá, galera! *-*
Como não participei do 2010, resolvi participar do Desafio Literário 2011! Parece divertido *-*. Eu escolhi um número de 24 de livros. É pouco, mas eu não sei como será o ritmo das aulas ano que vem e preferi não escolher tantos livros para ler.
Espero que eu consiga.
Eu recomendo para todo mundo participar, parece realmente interessante. São vários blogs que estão participando, não deixem esta *-*
Há vários livros da minha lista que eu peguei das sugestões do próprio site, e outros eu acrescentei. Eu coloquei para o desafio 2 livros por mês, a soma final parece bem alta, mas dois livros por mês é moleza, certo?
Esperamos que sim, haha.
Então é só isto, quem quiser voltar para a resenha de 'A mediadora -A Terra das Sombras' clique aqui.
Link aqui


Janeiro - Literatura Infanto-Juvenil

A Fantástica Fábrica de Chocolate, de Roald Dahl
A Rainha da Fofoca em Nova York, de Meg Cabot

Fevereiro - Biografia e/ou Memórias

Comer, Rezar, Amar – de Elizabeth Gilbert
O Aleph, de Paulo Coelho

Março - Romance épico

Tristão e Isolda, de Joseph Bedier
Romeu e Julieta, de William Shakespeare

Abril - Ficção científica

A fundação, de Isaac Asimov
Fortaleza digital, de Dan Brown

Maio - Livro-reportagem

Rota 66, de Caco Barcellos
Hiroshima, de John Hersey

Junho - Peças teatrais

O pagador de promessa, de Dias Gomes
Eles não usam black-tie, de Gianfrancesco Guarnieri

Julho - Novos autores

Toda garota quer, de Larissa Siriani
Todas as estrelas do céu, de Enderson Rafael

Agosto - Clássico da literatura brasileira

Capitães da Areia, Jorge Amado
Clara dos Anjos, Lima Barreto

Setembro - Autores regionais

PS Beijei, Adriana Falcão
Mania de explicação, Adriana Falcão

Outubro - Nobel de literatura

Fome, de Knut Hamsun
O velho e o mar, de Ernest Hemingway


Novembro - Contos

Contos brasileiros, de diversos autores (Ática)
A falta que ela me faz, de Fernando Sabino

Dezembro - Lançamentos do ano

 
Design geral de: Rachel Lima | C�digos de Giovana Joris
|